preloader

APLICAÇÃO ESTRUTURAL

DC logo

Silicone Estrutural para Envidraçamento

predio2

Importância

O envidraçamento com silicone estrutural utiliza um selante de silicone de alto desempenho para unir vidro, metal e outros painéis em uma esquadria metálica, ao invés de gaxetas e acessórios mecânicos. Os esforços da pressão do vento sobre a fachada são transferidos através do selante de silicone estrutural para a estrutura do edifício. O selante de silicone estrutural precisa manter suas propriedades de adesão e coesão para suportar os painéis sob a pressão do vento.

Somente os selantes de silicone são adequados para aplicações de envidraçamento estrutural. Foi investido muito tempo para desenvolver e testar os selantes de silicone que atendessem às necessidades de aplicação do envidraçamento estrutural. Sempre que um selante de silicone é utilizado para unir estruturalmente painéis na fachada, deve ser estabelecido um amplo procedimento de controle de qualidade para assegurar um acabamento liso, eficiente e isento de problemas para o projeto.

Devem ser seguidos os procedimentos específicos de controle de qualidade em todos os projetos de envidraçamento estrutural para conseguir a Garantia Estrutural da Dow Corning.

Como aplicar

Preparo da Superfície e Aplicação do Selante

Os procedimentos de aplicação da Dow Corning destacados neste manual descrevem os requerimentos gerais para instalar os Selantes de Silicone para Construção da DOW CORNING. Ao seguir estritamente esses procedimentos, você irá garantir um bom desempenho do selante. Para ser qualificado a receber uma garantia da Dow Corning, esses procedimentos devem ser seguidos. Sabendo-se que os Selantes de Silicone para Construção da DOW CORNING são aplicados em ambientes e situações diferentes, esses procedimentos não pretendem ser um programa abrangente nem completo de garantia de qualidade.

Procedimento de Limpeza do Substrato

Esta seção fornece informação sobre solventes de limpeza e procedimentos gerais de limpeza para substratos porosos e não porosos. Uma das exigências fundamentais para a boa adesão do selante é uma superfície limpa. A limpeza adequada é feita usando-se o método dos “dois panos”. Confirme sempre com o fabricante do substrato se os procedimentos e os solventes de limpeza são compatíveis com o material fornecido por ele.

Método de Limpeza dos “Dois Panos”

Dois panos

Devem ser utilizados panos limpos, macios, absorventes e que não soltem fiapos juntamente com a escolha do solvente adequado. O método de limpeza dos “dois panos” consiste em passar um pano com solvente e em seguida passar um pano limpo, para retirar e remover o solvente e os contaminantes suspensos no solvente. Para limpar adequadamente um substrato, podem ser necessárias várias limpezas.

1. Despejar ou derramar em um pano o solvente aceitável para a limpeza. Um frasco plástico (resistente ao solvente) funciona melhor para solventes de limpeza orgânicos. Não mergulhe o pano no recipiente do solvente, pois isso irá contaminar o agente de limpeza.

2. Esfregue bem para remover os contaminantes. Veja se o pano absorveu os contaminantes. Vire o pano do outro lado limpo e volte a esfregar até que não haja mais sujeira absorvida no pano.

3. Esfregue imediatamente a área limpa com outro pano seco, antes que o solvente evapore. Essa técnica irá permitir que a sujeira e os contaminantes suspensos no solvente sejam retirados e removidos pelo segundo pano seco. Para limpar adequadamente um substrato, podem ser necessárias várias limpezas.

O solvente orgânico deve ser removido com o pano seco antes de evaporar, pois senão a limpeza não será eficaz. Algumas superfícies ou condições climáticas podem fazer com que permaneçam pequenos resíduos de solvente orgânico. Se isso ocorrer, espere a superfície secar antes de dar prosseguimento à instalação do selante.

Envidraçamento no Local da Construção (Em Campo)

Deve ser usado um suporte de materiais adjacentes temporário durante a cura do selante de silicone estrutural. Isso é feito para evitar qualquer esforço sobre o selante, antes do completo desenvolvimento da adesão e resistência do selante, dependendo das dimensões da junta, da temperatura e da umidade relativa do ar.

Envidraçamento na Fábrica (Oficina) – Silicone Monocomponente

O silicone deverá estar completamente curado antes de movimentar ou esforçar de alguma forma as unidades. Isso pode levar, normalmente, de 7 a 14 dias, ou até 28 dias ou mais no frio e condições secas, dependendo das dimensões da junta, da temperatura e da umidade relativa do ar. O tempo pode ser reduzido em certos casos (calor e condições de umidade).

Envidraçamento na Fábrica (Oficina) – Silicone Bicomponente

DOW CORNING 983 Adesivo/Selante de Silicone para Envidraçamento Estrutural e Fachada Cortina de Vidro começa a cura em seção dentro de 3 horas e geralmente atinge adesão total dentro de 24 horas. Porém, o tempo até a cura completa depende do desenho da junta, do tipo do substrato, da temperatura e da umidade. Por exemplo, para conseguir a adesão total a um fluorcarbono metálico pode levar vários dias, embora o tempo possa ser reduzido utilizando-se um primer, DOW CORNING® Primer C, sobre a pintura de fluorcarbono. Outra consideração é o efeito da temperatura ao longo de um grande projeto. A adesão completa pode ocorrer em 24 horas quando o projeto se inicia no meio do verão, mas pode passar para 48 horas quando a temperatura diminui no inverno. O silicone não pode receber esforço até que a adesão completa tenha sido atingida, especialmente quando não estiver usando a fita adesiva dupla face. (Fitas adesivas dupla face podem ser usadas para prevenir o selante do esforço quando se movimenta ou transfere as unidades durante o período de cura). O teste de adesão deve ser realizado para confirmar que a adesão completa foi obtida. Uma vez que a adesão completa é verificada, as unidades podem ser movimentadas em condições mais rigorosas.

Quando vários substratos são envidraçados em painéis unitários (unitized), deve-se prestar a máxima atenção às necessidades de suporte de cada substrato.

O teste de controle de qualidade a ser realizado na partida do equipamento inclui o teste da borboleta e o teste do tempo de cura (teste do copo). 

Teste da Borboleta

IMG_7412IMG_7429IMG_7410

  1. Com estrias brancas
  2. Manchas brancas (base não misturada)
  3. Mistura ideal (material homogêneo)

O teste da borboleta deve ser realizado toda vez que a bomba começar a funcionar, inclusive as partidas que ocorrem depois de longas paradas. O objetivo deste teste é verificar uma mistura adequada dos componentes de base e agente de cura.

O teste é realizado da seguinte maneira:

a) Dobre uma folha de papel liso branco.

b) Aplique um cordão de, no mínimo, 6″ (150 mm) de DOW CORNING 983 Adesivo/Selante de Silicone para Envidraçamento Estrutural e Fachada Cortina de Vidro no vinco ou na dobra do papel.

c) Dobre o papel, esfregando o cordão de selante até que se espalhe formando um filme fino.

d) Abra o papel e inspecione visualmente a mancha de selante formada.

e) O material devidamente misturado não deve ter estrias brancas de base não misturada. Se houver estrias, então será necessário purgar mais material através das linhas para melhorar a qualidade da mistura. Se a mancha de selante tiver uma coloração preta consistente, o selante está misturado adequadamente e pronto para usar.

f) Se estrias brancas ou cinzas persistirem, pode haver a necessidade de realizar uma manutenção no equipamento. Este problema, muitas vezes, pode ser corrigido com limpeza ou troca do sistema de mistura, mangueira de aplicação, pistola de aplicação, ou sistema de proporção de válvulas de retenção. Consulte o fabricante do equipamento para os procedimentos de manutenção. Sob nenhuma hipótese o material com estrias deve ser usado na produção.

Teste do Tempo de Cura (Teste do Copo)

IMG_7420

Depois de conseguir a mistura completa do selante bicomponente (como confirmado pelo teste da borboleta) deve-se realizar o teste do tempo de cura. Esse teste deve ser realizado diariamente. O teste do tempo de cura é um teste indicador que pode variar de técnico para técnico. O teste do tempo de cura refere-se à proporção da mistura base/catalisador para a taxa de cura do selante, e fornece uma indicação do tempo de trabalho e cura da seção. O teste do tempo de cura é realizado da seguinte forma:

a) Encha um recipiente pequeno com o DOW CORNING 983 Adesivo/Selante de Silicone para Envidraçamento Estrutural e Fachada Cortina de Vidro.

b) Coloque uma vareta, lápis ou espátula dentro do selante. (Palito de sorvete, espátula de madeira para segurar a língua ou bastão de mexer tinta funcionam bem). Anote a hora.

c) A cada 5 ou 10 minutos, retire a espátula. Não agite o selante ou incorpore ar na mistura do selante.

d) Se o selante não se romper (de modo coesivo) quando a espátula for retirada, o selante ainda não curou. O tempo que o selante levar para se romper de modo coesivo quando a espátula é retirada chama-se “tempo de cura”. Anote esse tempo no livro de registro.
36

e) O tempo de cura irá variar dependendo das condições atmosféricas, temperatura, umidade relativa do ar e da pessoa que está realizando o teste. Um tempo de cura que varie mais do que 45 minutos do que é esperado pode indicar um problema no equipamento ou com o selante. Tais problemas incluem mangueiras entupidas, filtros obstruídos, válvulas de retenção com mau funcionamento ou selante com data de validade vencida. Consulte a Dow Corning e o fabricante da bomba antes de continuar a usar esse material.

Independente dos resultados dos testes do tempo de cura, a grande preocupação deve ser se o selante não curar. Supondo que o selante cure, o mais importante é o selante desenvolver adesão ao substrato. O teste do tempo de cura é um indicador e deve ser considerado como parte de um amplo programa de garantia de qualidade.

***Os testes deverão ser realizados apenas com  DOW CORNING 983 Adesivo/Selante de Silicone para Envidraçamento Estrutural e Fachada Cortina de Vidro.

Treinamento Técnico de Aplicação para Envidraçamento Estrutural Dow Corning